22 de agosto de 2019, 19:40

BRASILVereador e filho são mortos a tiros em Maricá (RJ)

Foto: Reprodução/Facebook

O vereador Ismael Breve (DEM) tinha 59 anos

O vereador Ismael Breve (DEM), de 59 anos, e um filho dele, Thiago Marins, foram assassinados no fim da madrugada desta quinta-feira, 22, em Maricá, na região metropolitana do Rio de Janeiro. O crime aconteceu dentro da casa do político, no bairro Zacarias. Segundo informações da Polícia Militar, policiais do 12º BPM (Niterói) foram acionados no início da manhã. Eles encontraram o vereador e o filho já sem vida, atingidos por disparos de arma de fogo. Em notas, a prefeitura e a Câmara Municipal de Maricá lamentaram o crime. “A Câmara decreta luto oficial de três dias e por isso a Casa de Leis permanecerá fechada neste período. A Câmara pede a apuração dos fatos”, diz trecho do Legislativo. “O vereador Ismael Breve era um agente público interessado e compromissado com a melhoria da qualidade de vida da população. Sua morte trágica, tanto quanto a de seu filho, Thiago Marins, enluta e revolta a todos os que, com eles, pensavam na vida parlamentar a serviço daqueles mais necessitados”, considerou o Executivo. “A prefeitura reafirma a necessidade das autoridades policiais de darem respostas imediatas e elucidar os fatos que motivaram tal brutalidade”. O presidente estadual do DEM, Cesar Maia, divulgou texto em que se solidariza com os familiares e pede mais “entendimentos” na política e não “atos definitivos e covardes”. “Brutalmente assassinados, o vereador do DEM Ismael Breve e seu filho Thiago Marins são duas vidas a mais na galopante escala de crimes ocorridos recentemente na cidade de Maricá. É tempo de mais política, mais diálogo, mais conversa… menos violência, menos desencontros. A política precisa de entendimentos e não de atos definitivos e covardes como esses”, diz parte do comunicado.

Estadão Conteúdo

Comentários