13 de agosto de 2019, 12:06

SALVADORChefe de gabinete do Detran nega agressão e acusa denunciante de “querer vantagem econômica”

Foto: Divulgação

O chefe de gabinete do Departamento Estadual de Trânsito ( Detran), Marco Aurélio Borges Neves, negou, em nota, que tenha agredido uma mulher, no Cemitério Jardim da Saudade, conforme noticiado com exclusividade por este Política Livre. Neves confirmou que, no dia 14 de abril, esteve no cemitério para visitar o túmulo da mãe, quando “foi importunado por pessoas que praticavam exercícios no local, incluindo a denunciante”. “O chefe de gabinete relata que, no momento, chamou a atenção do grupo, o que teria provocado a insatisfação da mulher, que reagiu com agressões verbais. Ainda de acordo com Neves, após uma discussão, a mulher caiu sozinha enquanto corria e teve ferimentos. Ele nega que tenha agredido a denunciante, que estaria interessada em receber vantagem econômica, para que o suposto caso de violência não fosse divulgado na imprensa”, diz o texto enviado ao Política Livre. Conforme noticiado hoje, a suposta agredida prestou queixa contra ele no dia 14 de abril na 6ª Delegacia de Polícia.

Leia mais:
Chefe de gabinete do Detran é acusado de agressão a mulher em cemitério

Comentários