16 de agosto de 2019, 15:56

EXCLUSIVAAlém de ingresso no PSB, Bellintani já avalia mulher negra para vice

Foto: Divulgação/Arquivo

Guilherme Bellintani é hoje presidente do Esporte Clube Bahia

Apesar de o PSB ter tratado como especulação a notícia de que o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, vai se filiar ao partido, publicada hoje com exclusividade por este Política Livre, o dirigente esportivo de fato definiu a legenda como opção para concorrer à Prefeitura, considerando fortemente a possibilidade de, inclusive, se afastar da instituição desportiva antes do tempo para disputar a sucessão municipal.

Pelo menos dois políticos com que Bellintani conversou hoje confirmaram mais uma vez, agora à tarde, a notícia. Eles também anteciparam que o ex-secretário municipal de Turismo do prefeito ACM Neto (DEM) passou a se reunir com mais regularidade com lideranças políticas em sua casa, no Campo Grande, pelo menos duas vezes por semana, para tratar da campanha, mesmo negando de público o movimento.

De acordo com figuras próximas ao presidente do Bahia, a única situação que ainda “segura” uma manifestação clara de Bellintani no sentido de que é candidato é a demora do governador Rui Costa (PT) em fazer um aceno claro de que ele tem a sua preferência para disputar a Prefeitura de Salvador, o que não ocorre com vários membros da “cozinha” do governo e até com o senador Jaques Wagner, que têm buscado incentivá-lo a concorrer.

Mesmo assim, o presidente do Esporte Clube Bahia tem buscando intensificar seus contatos políticos e passou, nos últimos dias, a avaliar, inclusive, que opções poderia ter para compor sua chapa como candidatos a vice. Inicialmente, ele pensou numa mulher negra para ter ao seu lado na campanha, mas seus articuladores recomendaram avaliar outros nomes.

O assunto é também tratado com cuidado para não melindrar o PSB, pelo qual Bellintani espera se definir nos próximos dias. O risco de perder o timing para uma definição é outro temor da equipe que assessora, informalmente, o presidente do Bahia. Muitos chamam a atenção para o fato de que o vice-prefeito Bruno Reis (DEM), apoiado pelo prefeito de Salvador, tem jogado solto como pré-candidato na cidade sem enfrentar qualquer tipo de concorrência.

Aludindo à competência política de Bruno, além de sua forte presença na máquina municipal e da agenda intensa com a qual visita bairros da periferia e lidera inaugurações, alguns chegam a avaliar, do lado do governo, que o vice-prefeito pode, caso o quadro perdure desta forma, acabar adquirindo todas as condições para tornar irreversível sua vitória no ano que vem.

Comentários