16 de julho de 2019, 17:24

BRASILBolsonaro critica e MEC suspende vestibular para transexuais em universidade com sede na Bahia

O presidente Jair Bolsonaro criticou, nesta terça-feira (16), o edital do vestibular da Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) que reservou vagas para candidatos transexuais, travestis, intersexuais e pessoas não binárias em seu edital de vestibular. Pelo Twitter, o presidente informou que a Unilab – que tem sede e São Francisco do Conde, no Recôncavo baiano – foi alvo de intervenção do Ministério da Educação e o vestibular foi cancelado. O edital foi lançado na última quarta-feira (10) e oferecia 120 vagas – 69 delas para o Ceará.

“A Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Federal) lançou vestibular para candidatos TRANSEXUAL (sic), TRAVESTIS, INTERSEXUAIS e pessoas NÃO BINÁRIOS. Com intervenção do MEC, a reitoria se posicionou pela suspensão imediata do edital e sua anulação a posteriori”, disse Bolsonaro no Twitter.

Raiane Veríssimo

Comentários