12 de junho de 2019, 13:56

BAHIARui e líder do governo na Alba comemoram fim da greve na Uneb e Uesc

Foto: Divulgação

Definição foi selada nesta quarta-feira (12)

O governador Rui Costa e o líder governista na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), comemoraram, nesta quarta-feira (12), o fim da greve dos professores das universidades estaduais da Bahia (Uneb) e de Santa Cruz (Uesc). Já as universidades estaduais de Feira de Santana (Uefs) e do Sudoeste da Bahia (Uesb) realizam as assembleias com os docentes nesta tarde, mas a expectativa do governo é que sigam as outras duas e votem pelo fim da greve. Os alunos estão sem aulas desde o dia 9 de abril. “Fico feliz que temos conseguido chegar a um entendimento. Nós assumimos um compromisso que com o fim da greve efetuaríamos o pagamento do salário integral agora no mês de junho aos professores e, nos máximo em 72 horas montaríamos uma mesa de negociação para vermos os pontos que faltam ainda serem discutidos. Vamos esperar as outras assembleias, esperar que as outras sigam o mesmo caminho e colocar em prática imediatamente aquilo que acordarmos”, disse o governador em seu programa #PapoCorreria. Para Rosemberg, principal mediador dos diálogos entre o movimento docente e o Executivo baiano, o governo estadual construiu uma relação madura com os docentes, servidores e reitores e diz estar feliz com o retorno das aulas. “É uma realização e alegria, uma vez que atuei como mediador da 1ª até a 16ª reunião. Corríamos o risco de ter um perde-perde, mas, no final, foi ganha-ganha. Abrimos as negociações de uma mesa permanente de negociação, além dos professores ganharem promoções, a perspectiva de mudança de regime e R$ 36 milhões para investimentos nas universidades”, lembrou.

Comentários