25 de junho de 2019, 20:22

BRASILPara esquerdistas baianos, enquanto Lula estiver preso não há democracia no país

Foto: Richard Silva

Alice Portugal, deputada federal pelo PCdoB

Os deputados baianos Valmir Assunção (PT) e Alice Portugal (PCdoB) criticaram o resultado da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que negaram, por maioria, a liberdade provisória do ex-presidente Lula. Para eles, a permanência de Lula na prisão representa que não há democracia no país. Os dois – que acompanharam ao longo desta terça-feira (25) a audiência pública na Câmara com o jornalista Glenn Greenwald, do Intercept Brasil – usaram suas contas oficiais no Twitter para mostrar a sua indignação pela não aprovação dos dois habeas corpus.

“Lula é um preso político. A falta de provas e, agora, as denúncias contra Moro pesam sobre o julgamento que agora fica para o segundo semestre. É a prova de fogo do STF em relação à democracia! #LulaLivreUrgente”, bradou Valmir. “A nossa luta pela liberdade de @LulaOficial vai continuar. Enquanto ele estiver preso, não há democracia no nosso país. #LulaLivreUrgente #LulaLivreJá”, destacou Alice.

Raiane Veríssimo

Comentários