23 de junho de 2019, 07:54

MUNDOIrã diz que responderá ameaças com “firmeza”

O Irã responderá com firmeza a qualquer ameaça dos Estados Unidos contra o país, afirmou neste sábado (22), a agência de notícias oficial Tasnim, citando o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Abbas Mousavi. A ameaça vem depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometer novas sanções ao país e afirmar que “não descartou um ataque militar contra os iranianos”. “Não permitiremos qualquer violação contra as fronteiras do Irã. O Irã enfrentará com firmeza qualquer agressão ou ameaça da América”, disse o porta-voz iraniano. “Atirar uma bala em direção ao Irã irá provocar a destruição dos interesses da América e de seus aliados” na região, declarou o general de brigada Abolfazl Shekarchi, porta-voz do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas iranianas em uma entrevista à agência Tasnim.

A tensão entre Teerã e Washington segue em escalada desde a última quinta-feira (20), quando um míssil do Irã derrubou um drone americano que teria invadido seu território. Washington alega que o equipamento estava em espaço aéreo internacional, mas o governo iraniano respondeu levando o caso à ONU. Após o episódio da derrubada do drone na quinta-feira, o presidente Donald Trump afirmou que abortou um ataque militar para retaliar a ação de Teerã, porque considerou que a resposta americana seria “desproporcional” e poderia ter matado 150 pessoas. O chefe da Casa Branca deu sinais de que estaria aberto a negociações com Teerã. Neste sábado, Trump disse que não desistiu de uma ação militar contra o Irã, e que vai impor sanções adicionais contra o país, em um esforço para impedir que Teerã obtenha armas nucleares. “Eu não quero entrar em um confronto com o Irã, mas a opção militar ainda está na mesa, e sempre estará na mesa enquanto essa situação não for resolvida”, disse Trump.

Estadão

Comentários