15 de maio de 2019, 18:30

SALVADORRodoviários aceitam proposta e greve é suspensa

Foto: Divulgação

Sindicato dos Rodoviários de Salvador aceitou proposta dos empresários

Não vai ter greve. Nesta quarta-feira (15), o Sindicato dos Rodoviários de Salvador se reuniu com a categoria e apresentou a proposta feita pelos empresários, acatada pelos trabalhadores. O encontro aconteceu no Ginásio dos Bancários, na região dos Aflitos, em Salvador. A proposta da classe patronal foi apresentada na terça (14), durante uma assembleia no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no bairro de Nazaré. De acordo com Fábio Primo, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários de Salvador, foi proposto um aumento de 5,1% nos salários e de 9,5% no tíquete refeição, que passa de R$ 18,26 para R$ 20. Foram conquistadas ainda algumas “cláusulas sociais”, como ele define. Entre elas, estão a prioridade de contratação para trabalhadores formados na escolinha dos sindicatos e a possibilidade de apresentar atestados médicos após o período de afastamento por doença. Atestados de óbito e nascimento também seguem a mesma lógica. Também foram concedidos alguns direitos, como financiamento da Carteira Nacional da Habilitação para manobristas e motoristas de microônibus, e a aprovação do esquema de permuta, para que os trabalhadores possam realizar viagens. “Grande parte dos rodoviários é do interior. Todos têm direito a uma folga sábaod ou domingo, agora, eles poderão fazer permuta, trocar ocm outro colega para que possam viajar e visitar as famílias”, explica Primo. Atualmente, segundo informações da Integra, consórcio de empresas que administra o serviço, a frota de Salvador conta com 2,4 mil ônibus e 1,3 milhão de usuários por dia. As informações são do jornal Correio*.

Comentários