22 de maio de 2019, 09:15

EXCLUSIVAInvestidor precisa saber que país tem comando, diz Jonga Bacelar sobre Previdência

Foto: Divulgação/Arquivo

Deputado Jonga Bacelar diz que, se tiverem 50 votos pela aprovação da reforma da Previdência, um seguramente será seu

O deputado federal Jonga Bacelar (PR) disse a este Política Livre que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisa se ajudar e ao seu governo, se não quiser levar o país ao caos. “Estou aqui, disponível para votar os projetos que ajudem a tirar o país da crise, sem pedir nada em troca, mas o presidente precisa colaborar com o seu governo”, afirmou Jonga, assegurando que, se existirem hoje 50 votos pela aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, um deles seguramente será seu. “O país está com 15 milhões de desempregados. Meu gabinete e os dos colegas viraram um muro de lamentações, frequentado por pessoas de bem que estão na pior, sem dinheiro para nada. É um crime deixar o país numa situação dessas”, afirmou o parlamentar baiano, acrescentando que fez um giro pela Europa há 15 dias, oportunidade em que se encontrou com o presidente da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevedo, de quem ouviu que, neste momento, o valor a ser poupado com a reforma da Previdência é secundário. “O que os investidores e o mercado querem ver com a aprovação da reforma, e isso me foi dito claramente, é que o Brasil tem comando, tem rédea. Sem esta demonstração, estaremos perdidos”, declarou, referindo-se ao bate-cabeça em que virou a governo Jair Bolsonaro.

Comentários