14 de maio de 2019, 12:00

EXCLUSIVABenito Gama ironiza celeuma a cerca do Coaf longe de Sérgio Moro

Foto: Divulgação/Arquivo

Benito Gama é hoje assessor de presidência do Senado

Nomeado assessor especial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o ex-deputado federal Benito Gama, presidente estadual do PTB, disse a este Política Livre não ver sentido na polêmica decorrente da manutenção do Coaf (Conselho de Controle de Operações Financeiras) com o ministério da Economia. “O Coaf é um órgão importante, autônomo. Será que só serve na mão de Moro?”, disse o ex-deputado, referindo-se à derrota do ministro da Justiça, Sérgio Moro, que não conseguiu aprovar no Congresso a transferência do Conselho do âmbito da Economia para a sua pasta. Segundo Benito, o país aguarda a aprovação da reforma da Previdência na Câmara, cuja tramitação considera que tem sido rápida. Ele adverte, no entanto, que, caso a proposta não passe no Congresso, o governo Jair Bolsonaro (PSL) enfrentará sérias dificuldades. Benito foi chamado para assessorar Alcolumbre em Salvador, durante um encontro com o senador no aniversário do prefeito ACM Neto (DEM). O presidente do Senado disse que precisava de Benito para auxiliar na articulação política da Casa. O cargo de assessor especial existe também na presidência da Câmara dos Deputados, na Presidência da República e na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF).

Comentários