26 de abril de 2019, 17:31

MUNDOHotel em NY é pressionado para não receber homenagem a Bolsonaro

Foto: Fábio Motta/Estadão

O presidente Jair Bolsonaro

Depois de o Museu de História Natural de Nova York desistir de sediar uma homenagem a Jair Bolsonaro, a rede de hotéis Marriott, para onde o evento foi transferido, está sob pressão para cancelar a cerimônia. De acordo com o jornal O Globo, o senador estadual Brad Hoylman enviou uma carta ao grupo de hotéis na qual diz que o presidente brasileiro é um “homofóbico perigoso e violento, que não merece uma plataforma pública de reconhecimento em nossa cidade”. Hoylman, que é do Partido Democrata e homossexual, pediu que o Marriott Marquis, na Times Square, não receba o evento de entrega a Bolsonaro do prêmio Pessoa do Ano da Câmara de Comércio Brasil-EUA.

Comentários