10 de janeiro de 2019, 17:36

SALVADORHilton Coelho critica política de educação do governo do Estado

Foto: Valdemiro Lopes/CMS

O vereador Hilton Coelho (PSOL)

No entendimento do vereador Hilton Coelho (PSOL), a Bahia passa por uma ausência de política adequada para a educação. O vereador justifica ao apontar como “um triste exemplo os ataques ao patrimônio e incêndio no Colégio Dulcina Cruz Lima (Núcleo Territorial de Educação de Paulo Afonso – NTE 24), na cidade de Rodelas, a 115 quilômetros da cidade de Paulo Afonso, no norte da Bahia”. Segundo Hilton, primeiro ocorreu um furto no dia 26 de dezembro e no último sábado, dia 5, um incêndio. Para o vereador, “o governador Rui Costa e sua Secretaria Estadual de Educação são responsáveis por tudo que ocorreu”. Hilton, que é membro da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Salvador, assumirá em fevereiro uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) e diz ser contra a chamada reestruturação do governo estadual. “Na realidade, significa o fechamento de escolas”, interpreta. “Em Rodelas, o Colégio Estadual Dulcina Cruz Lima é a única escola de ensino médio após o fechamento do Colégio Nossa Senhora do Rosário. Vamos ver quais providências imediatas serão tomadas, porque a concentração de estudantes é total nesta unidade escolar que, dentre outras qualidades, possui curso profissionalizante de Técnico em Agroecologia e Agrícola”, acrescenta. O legislador considera que a falta de segurança é fruto do fim de vigilantes nas escolas e a substituição por porteiros. “Todo o arquivo da escola, como programação, documento de alunos e de professores foram destruídos, além dos computadores, impressoras e ventiladores”, afirma Hilton. Ele diz ainda que “pela política educacional inexistente, ou no mínimo incompetente do governo estadual, a unidade de ensino está há dois anos sem segurança conforme apuramos. Um suspeito de ter causado o incêndio foi preso em ação rápida da PM, porém, o que questionamos, é a falta de vigilância em uma unidade escolar”.

Comentários