12 de janeiro de 2019, 07:31

BRASILBolsonaro apoia enquadrar como terrorista criminoso que destruir bens

Foto: Dida Sampaio/Estadão

O presidente Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro usou sua conta no Twitter hoje, logo cedo, para defender o endurecimento nas leis de combate ao crime organizado. O presidente disse que “ações como incendiar e explodir bens públicos ou privados devem ser tipificados como terrorismo”. Nesse sentido, Bolsonaro disse que “é louvável” o projeto de lei 272/2016 apresentado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS) que propõe esse tipo de endurecimento na atual legislação, aumentando as penas para os criminosos que cometerem ações desse tipo. A decisão do presidente de apoiar publicamente o endurecimento contra o crime organizado, enquadrando algumas ações como terrorismo, é uma reação à onda de ataques no Ceará, onde facções criminosas se uniram para reagir contra as medidas mais duras tomadas no Estado para combatê-las. Enviados pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, efetivos da Força Nacional participam também dessas operações. Bolsonaro defendeu hoje que o governo apoie o combate ao crime em todos os Estados, independentemente do partido do governador – no Ceará, Camilo Santana é do PT. “Ao criminoso não interessa o partido desse ou daquele governador. Hoje ele age no Ceará, amanhã em SP, RS ou GO”, escreveu o presidente. As informações são do BR18, blog de política do Estadão.

Comentários