16 de setembro de 2018, 08:12

BRASILAlckmin critica “populismo” do PT e de Bolsonaro

Foto: Estadão

O candidato pelo PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin

O candidato pelo PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, usou o Twitter para voltar a criticar o PT e também Jair Bolsonaro, candidato do PSL. Em uma primeira mensagem, disse que o “Brasil não aguenta mais o populismo de esquerda do PT, que levou a 13 milhões de desempregados, nem o populismo de direita do Bolsonaro, que não tem a menor condição de fazer o Brasil se recuperar”. Logo depois, Alckmin afirmou que fará “um grande esforço para ir para o segundo turno, porque nós podemos derrotar o PT”. “No segundo turno, Bolsonaro perde para o PT, como perde para qualquer candidato”, afirmou o ex-governador de São Paulo. Por fim, o candidato do PSDB, que faz campanha em Rio Branco, no Acre, neste sábado, atribuiu o crescimento do radicalismo ao PT e afirmou que não é assim que o País voltará a crescer. “O PT, como sempre trabalhou para criar o ‘nós contra eles’, acabou criando radicais do outro lado. E não é com radicalismo que vamos crescer. Não vamos atender as pessoas nos hospitais à bala construir creches à bala, trazer investimentos e gerar empregos à bala”, escreveu Alckmin.

Estadão Conteúdo

Comentários