11 de julho de 2018, 20:49

EXCLUSIVAPartidos governistas maiores decidem por chapão, isolando Avante, PCdoB e PDT

Foto: Divulgação/Arquivo

Sargento Isidório, do Avante, é um dos que vão ter que optar entre o chapão ou nenhuma coligação

Os maiores partidos da coalizão do governador Rui Costa, incluindo o seu, o PT, já bateram o martelo e fecharam a proposta de um chapão para as eleições proporcionais – de deputados federais e estaduais. Avaliam que, assim, podem eleger um maior número de parlamentares tanto à Câmara quanto à Assembleia Legislativa. A proposta foi comunicada ao próprio governador na última reunião do Conselho Político, na qual foi defendida com mais ênfase por PP, PSD, PSB, PR e Podemos, além do próprio PT. O posicionamento coloca em xeque legendas como o Avante, PDT e PCdoB, que querem fazer coligação para apenas uma das Casas – ou à Câmara ou à Assembleia. O Avante, do Pastor Isidório, e o PDT, do deputado federal Félix Mendonça, querem coligar para estadual e não para federal. Já o PCdoB só quer coligar para federal. “Os partidos não podem impor aos demais uma posição conforme sua conveniência. Ou coligam para as duas chapas ou não coligam para nenhuma”, disse ao Política Livre o representante de um dos partidos que defendem ao chapão, criticando Avante, PCdoB e PDT.

Comentários