12 de julho de 2018, 07:40

BRASILDisputa judicial sobre ordens de soltura de Lula inflama debate político nas redes sociais

Foto: Dida Sampaio / Estadão

Ex-presidente Lula

As redes sociais Facebook e Twitter ficaram agitadas politicamente diante das notícias da possibilidade de soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do triplex do Guarujá. O movimento animou os apoiadores do petista, mas foi seguido imediatamente por uma reação contrária, vinda sobretudo de páginas antipetistas. O debate em torno do ex-presidente foi 21 vezes maior no domingo do que no sábado, segundo levantamento do Estadão Dados. Para se ter uma ideia do quanto as redes se agitaram, a sexta-feira, dia fraco na política principalmente devido à Copa do Mundo, registrou apenas 185 mil interações. O sábado, 245 mil. Mas no domingo o volume do debate político no Facebook explodiu; foram 7 milhões de interações em posts citando o ex-presidente no texto, criticando ou defendendo. Não há distinção entre interações negativas e positivas nesse agrupamento, entretanto, quanto mais interações uma publicação tem, maior a tendência dela atingir mais pessoas, o que aumenta a relevância do perfil que a publicou. Durante todo o domingo, dentre todos os posts que mencionam a palavra “Lula” no texto, a página “Vem Pra Rua Brasil”, ligada aos movimentos pró-impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, ficou em 1º lugar entre as aquelas que mais receberam interações. Chegou a atingir 8% do total, o que a deixou à frente da página oficial do ex-presidente Lula, que respondeu por 5% das conversas. A fanpage do MBL também ficou com 5%; na sequência, as interações se concentram em outras páginas antipetistas, veículos de imprensa e políticos pró-Lula. Quem mais movimentou esse debate na maior rede social do País foram as postagens de agradecimento ao juiz Sérgio Moro, no domingo, quando ele se manifestou contra a competência do desembargador Fraveto. Vindas de páginas de discurso anti-corrupção distintas, o mesmo agradecimento ao juiz curitibano obteve tanto o maior volume quanto o melhor desempenho. Dentre os que se declaram presidenciáveis, o post da página de Lula, com o vídeo dos congressistas que impetraram o pedido de soltura gerou maior volume de interações, mas a postagem Guilherme Boulos que mostrava o pedido de soltura teve o melhor desempenho, quase 200 vezes acima do normal.

Estadão

Comentários