12 de julho de 2018, 07:57

MUNDODeputado contesta visita de Bachelet a Lula alegando que não se “apóia corrupto”

Foto: Reprodução/Arquivo

Ex-presidente Michele Bachelet, do Chile, tem plano de visitar Lula contestado no Parlamento de seu país

A Folha informa que o anúncio de que a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet pretende visitar Lula na prisão causou debates acalorados no Parlamento do país. Deputados de partidos adversários ameaçaram negar a ela permissão para viajar – os ex-mandatários precisam da autorização durante seis meses depois de deixarem o cargo. “Eu chamo a ex-presidenta a ser prudente e consequente: não se apoia corruptos de nenhuma parte do mundo”, disse o deputado Patrício Melero. Já o deputado socialista Marcelo Diaz disse que Bachelet não precisa pedir permissão a ninguém para realizar suas atividades. Ex-embaixador na Argentina, ele lembrou que Sebastian Piñera, depois do primeiro mandato como presidente (2010-2014), chegou a ir a um encontro de oposição a Cristina Kirchner naquele país. “Eu espero que isso [a visita a Lula] ocorra”, afirmou Diaz, segundo o jornal.

Comentários