6 de junho de 2018, 12:41

EXCLUSIVATia Eron desautoriza Roma e diz que quem lembrou de Ireuda para chapa foi ACM Neto

Foto: Divulgação/Arquivo

Deputada federal Tia Eron, que é presidente estadual do PRB

A deputada federal Tia Eron, presidente estadual do PRB, praticamente desautorizou hoje o colega de partido João Roma, ex-chefe da Casa Civil do governo ACM Neto (DEM), ao afirmar que o primeiro a citar o nome da vereadora em Salvador Ireuda Silva (PRB) para integrar a chapa do pré-candidato democrata ao governo, José Ronaldo, foi o próprio prefeito de Salvador. “Quem primeiro falou no PRB para compor a chapa foi o prefeito. O PRB não cede nem disputa nada. Agora, tem que ser convidado ou não ser”, afirmou a parlamentar, conhecida pelo estilo “despachado”, sutilmente rebatendo a afirmação de Roma de que o partido não seria empecilho para a formação da chapa. Para ela, se a idéia nasceu da cabeça de Neto e não no próprio partido, não cabe ao PRB contestá-la. “Foi o prefeito que falou que o nome era o de Ireuda”, frisou, lembrando que estudos mostram que a escolha de uma mulher, com as características de Ireuda para a chapa, só fortaleceria a candidatura de José Ronaldo. O nome da vereadora é lembrado para uma das vagas ao Senado – a outra já está destinada ao deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB) -, posto disputado também pelo PSC, que gostaria de ocupá-la com a candidatura do deputado federal Irmão Lázaro.

Comentários