18 de maio de 2018, 07:39

BAHIABahia tem o maior número de desalentados do país, mostra IBGE

Foto: Estadão

Um total de 805 mil pessoas desistiram de procurar trabalho no estado

Os três primeiros meses de 2018 não foram fáceis para os trabalhadores baianos. A Bahia registrou, entre janeiro e março deste ano, o maior contingente de desalentados do Brasil, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (Pnad), divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Bahia chegou a 805 mil desalentados, recorde histórico no estado e maior número entre todas as unidades da federação. Já no Brasil, o número total foi de 4,630 milhões. O conceito de ‘desalentado’, segundo o IBGE, é toda a população que está fora da força de trabalho tanto por não conseguir emprego, quanto não ter experiência, ser muito jovem ou muito idosa ou não encontrou emprego na localidade onde mora. Em todas essas opções, a pessoa, se tivesse conseguido trabalho, estaria disponível para assumir a vaga. Todas essas pessoas desistiram de procurar trabalho, daí o nome ‘desalentado’.De acordo com os dados da Pnad, o Nordeste foi a região do país com maior número de trabalhadores nessa condição de desalento, um total de 2,8 milhões de pessoas. Dos nove estados da região, sete estão entre os 10 mais desalentados. (Confira o ranking no final do texto).

Correio*