18 de maio de 2018, 07:59

BRASILAdvogados de Palocci negociam segunda delação premiada

Foto: Reprodução/Arquivo

Ex-ministro Antonio Palocci agora quer falar de clientes e de operadores do mercado financeiro

Os advogados do ex-ministro Antonio Palocci tentam fechar um segundo acordo de delação premiada, dessa vez com a força-tarefa da Operação Lava Jato no Ministério Público Federal de São Paulo, segundo informa a Folha de S. Paulo. Palocci permanece preso em Curitiba por ordem do juiz Sergio Moro. Segundo o jornal, os advogados Adriano Bretas e Tracy Reinaldet, do Paraná, viajaram para São Paulo em fevereiro e disseram aos investigadores que podem apresentar casos inéditos de corrupção vinculados à consultoria Projeto, empresa do ex-ministro da Fazenda. Numa segunda visita à capital paulista, os advogados de Palocci mencionaram um cardápio de episódios envolvendo os clientes da consultoria e casos que implicam outras empresas e operadores do mercado financeiro. A conversa com o Ministério Público Federal de São Paulo justifica-se porque os supostos crimes teriam acontecido no estado, informa a Folha.

Comentários