13 de fevereiro de 2018, 12:31

SALVADORCarnaval já teve mais mais gente transportada do que toda a folia de 2017

Foto: Inácio Teixeira/Secom

O secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota

O sistema de transporte montado para o Carnaval foi responsável pela movimentação de 5,3 milhões de pessoas nos cinco primeiros dias de folia. Isso representa mais gente transportada do que toda a folia de 2017. Já são quase 600 mil pessoas a mais do que o número de todo o ano passado, o que significa uma maior quantidade (10%) de foliões nas ruas faltando ainda um dia para o encerramento oficial da festa. Os números foram divulgados hoje (13) pelo secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, em coletiva na Sala Oficial de Imprensa, no Campo Grande. No Carnaval do ano passado, 4,8 milhões de pessoas utilizaram o transporte público. No sábado e no domingo de folia, os números deste ano demonstra que a quantidade de foliões nas ruas foi 25% superior ao mesmo período de 2017, como revelou ontem o prefeito ACM Neto. Entre os números alcançados pelo serviço de transporte até o momento, destacam-se o Expresso do Carnaval, com 38 mil pessoas conduzidas, e a linha gratuita Lapa-Calabar, com 422 mil giros nas catracas dos coletivos. Tiveram ainda as 205, 5 mil pessoas transportadas pelos táxis e os 55 mil pelos mototaxista, que pela primeira vez atuam regulamentados na festa. Já os ascensores disponibilizados para a folia – Elevador Lacerda e Plano Inclinado Gonçalves – foram, juntos, responsáveis pelo transporte de 219,8 mil foliões, contra 167,4 mil no ano passado. Houve ainda uma queda significativa nos números referentes a vandalismo de coletivos, reduzindo de 140 veículos depredados em 2017 para 87 nos cinco primeiros dias da festa este ano. “Temos a projeção de atingir 1,5 milhão de pessoas a mais que 2017 até o fim da festa. Isso corresponde à grandeza do Carnaval, pois a festa aumentou em oferta e isso determina crescimento nos números em todos os setores”, destacou Fábio Mota.

Comentários