10 de fevereiro de 2018, 20:14

SALVADORCarballal vai acionar Rui no MP por improbidade administrativa

Foto: Política Livre

O vereador Henrique Carballal (PV) é o líder do governo na Câmara

O vereador Henrique Carballal (PV) disse neste sábado (10) que vai acionar Rui Costa (PT) no Ministério Público Estadual (MP) por improbidade administrativa. Segundo o líder do governo na Câmara Municipal de Salvador (CMS), o governador tem retirado dinheiro da saúde, da educação e da segurança pública para pagar cachês milionários aos diversos artistas que o governo do Estado contratou para tocar na folia de Momo. “Com esse dinheiro que ele está pagando esses artistas, que antes eram financiados pela iniciativa privada, ele não precisava ter fechado a Upa de Escada, de São Caetano, poderia ter dado aumento ao servidor e pagar diárias mais dignas para os policiais que estão trabalhando durante o Carnaval”. Carballal ainda acusou Rui Costa de querer destruir a indústria do Carnaval. Na avaliação do vereador, o governador utiliza um discurso demagógico de que está democratizando a festa, ao abaixar as cordas do bloco. “Com o fim dos blocos de Carnaval, são 70 mil cordeiros sem empregos em Salvador, fora os outros profissionais que estão no entorno desse segmento”, disse o vereador, ao salientar que “o Carnaval é democrático por natureza, tem espaço para todas as manifestações e a pipoca é importante, mas os blocos não podem morrer como quer o governador Rui Costa, que está na contramão do mundo moderno ao não apoiar uma indústria que gera emprego e renda, além de fazer uma ampla campanha para destruir a indústria do Carnaval”. O vereador ainda comparou a gestão do prefeito ACM Neto com a do governador Rui Costa. “O prefeito ACM Neto financia os serviços do Carnaval com recursos oriundos da iniciativa privada. Só da cervejaria foram arrecadados mais de R$ 30 milhões. O Carnaval de Rui Costa é desempregar pessoas e desviar dinheiro da saúde, da educação e da segurança, para pagar cachês milionários para artistas”.

Comentários