27 de dezembro de 2017, 09:43

EXCLUSIVASe não coligar, ACM Neto pode implodir PMDB na Bahia

Foto: Divulgação/Arquivo

Prefeito ACM Neto avalia companhias para 2018

O risco de ACM Neto (DEM) não coligar com o PMDB para não arcar na campanha de 2018 com o fator Geddel Vieira Lima, líder peemedebista preso depois da descoberta de R$ 51 milhões num bunker no bairro da Graça, deixa o partido muito intranquilo no Estado. É o medo do prejuízo eleitoral que a medida pode acarretar para seus deputados.

Comentários