7 de dezembro de 2017, 12:05

BAHIANetistas divulgam boletim que mostra porque Estado não pode contrair empréstimos

Foto: Secom/Arquivo

O levantamento pegaria desde o último ano do governo Jaques Wagner, que antecedeu atual governador Rui Costa

A Bahia está entre os 10 Estados brasileiros impedidos de tomar empréstimo com aval da União, segundo o Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais de 2017 da Secretaria do Tesouro Nacional, divulgado na internet ontem, que traz dados da gestão fiscal de 2016 e inclui as notas atribuídas à Capacidade de Pagamento (CAPAG) retroativas a 2014 de cada um deles. A mensuração da CAPAG atribuiu nota final C para a Bahia. Segundo o mesmo boletim, o Estado recebeu a mesma nota, inferior à A e B e superior à D, não só este ano, mas em todos os outros avaliados, o que, de acordo com o documento, indicaria níveis insuficientes de liquidez ou de poupança corrente, considerados impeditivos para que o Estado obtenha aval da União para receber empréstimos. Os dados foram agora pela manhã rapidamente divulgados por aliados do prefeito ACM Neto (DEM) na tentativa de desmentir o discurso oficial de que o governador não tem conseguido receber um empréstimo de R$ 600 milhões, do Banco do Brasil, para investimentos em estradas no interior e no metrô supostamente por causa da influência do democrata junto ao governo Michel Temer (PMDB), ao qual Rui Costa faz oposição aberta. Leia o relatório completo clicando aqui.

Comentários