12 de agosto de 2017, 07:16

BAHIALinha de crédito para negócios inovadores é apresentada na Campus Party Bahia

O espaço Startups & Makers reúne quarenta negócios inovadores selecionados para participar da Campus Party Bahia, maior festival de tecnologia do mundo, que acontece na Arena Fonte Nova até domingo (13). Ideias de diversos segmentos são apresentadas ao público e os empreendedores podem participar de workshops e palestras, como a que foi promovida pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), nesta sexta-feira (11), no estande do Governo da Bahia, localizado na área gratuita do evento. Na ocasião, foi apresentada a linha de crédito Inovacred- Desenbahia, que financia projetos de inovação entre R$150 mil e R$ 10 milhões. “Hoje, o empresário que tem um projeto de inovação pode ser contemplado com essa linha de financiamento e pagar apenas Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), ao ano, e um prazo de 8 anos para amortizar o seu financiamento”, conta o gerente de negócios da capital da Desenbahia, Sérgio Matos, que apresentou a palestra. Não existe um segmento que seja mais favorecido pela Desenbahia. “Nós temos como missão social abranger um maior número de segmentos e atividades, então a Desenbahia está aberta para qualquer empresário de qualquer setor, desde que este empresário nos apresente um projeto de inovação”, esclarece. Para o secretário de Ciência Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, existe a possibilidade que estes produtos desenvolvidos recebam aporte financeiro, naturalmente, fora o que já é investido com recursos não reembolsáveis. “A possibilidade de captar no mercado, como o caso do Desenbahia que oferece condições diferenciadas, é real e não tenho dúvida que a partir deste fortalecimento da atividade como atividade econômica, vai permitir mais recursos”, afirmou. Dentre as novas ideias, a plataforma Vloga apresenta soluções que melhoram a relação entre anunciantes e influenciadores digitais. “Ela existe para criar um ambiente onde o relacionamento acontece de forma rápida, segura e eficiente”, explica o sócio fundador Do Vloga, Eduardo Sancho. O funcionamento deste ambiente acontece da seguinte forma: “Dentro do Vloga, o anunciante pode criar a chamada oportunidade, que é um processo seletivo que vai definir se aquela pessoa é ou não um influenciador digital para ela. Não existem influenciadores em absoluto”, complementa o empreendedor.

Comentários