19 de maio de 2017, 10:43

EXCLUSIVAJoesley teria tentado agendar encontros com Rodrigo Maia e Gilmar Mendes

Foto: Divulgação/Arquivo

Rodrigo Maia teria rejeitado encontro com o dono da JBS

À medida que a poeira decorrente das últimas revelações da Lava Jato vai assentando em Brasília e crescem os questionamentos sobre o motivo de a delação inicial do empresário Joesley Batista não ter se referido a qualquer ponto dos 10 anos de relacionamento promíscuo entre a JBS e os governos petistas, começam a circular novas informações entre políticos sobre o caso. Uma delas é de que o autor do “grampo controlado” que colocou o presidente da República, Michel Temer (PMDB), nas cordas, também tentou agendar encontros com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Da mesma forma que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), os dois se recusaram a recebê-lo. No caso de Maia, o portador do pedido para que se encontrasse com o empresário teria sido um parlamentar baiano, cujo nome ainda não foi revelado.

Comentários