18 de maio de 2017, 17:45

BRASILAécio disse a Joesley que ficou 10 dias sem dormir por envolver sua irmã

Foto: Divulgação

O presidente nacional do PSDB, Aécio Neves

O presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, relatou a Joesley Batista que tirou seu sono ter colocado sua irmã para intermediar conversa entre os dois na qual pediram R$ 2 milhões ao empresário. Aécio disse que ficou dez dias sem dormir por ter envolvido a irmã no episódio. A história é relatada na delação de Joesley Batista. A preocupação do senador não era a toa. Ela foi presa preventivamente pela Polícia Federal nesta quinta-feira. A diferença entre Aécio e a irmã é a prerrogativa de foro. A regra estabelece que senadores só podem ser presos em flagrante. Se demorasse mais um pouco, o empecilho cairia. O Senado já aprovou em primeiro turno o fim do foro. Aécio votou pelo fim do foro assim como outros senadores. Houve grande pressão da sociedade a favor do projeto. Pelo relato de Joesley, Andrea o procurou primeiro para pedir o valor milionário e, na sequência, Aécio fez uma segunda conversa na qual indicou um primo para receber o dinheiro.

Estadão

Comentários