21 de abril de 2017, 07:30

MUNDOTemer lamenta mortes em protestos na Venezuela

O presidente Michel Temer lamentou as mortes ocorridas na Venezuela durante as manifestações contra e a favor o governo de Nicolás Maduro, ocorridas ontem (19). Em sua conta oficial no Twitter, Temer afirmou que está acompanhando com preocupação os acontecimentos no país vizinho. “Acompanhamos com preocupação a situação na Venezuela. Lamentamos, em particular, as mortes nas manifestações de ontem. Nossas condolências aos familiares das vítimas. O Brasil está, sempre, ao lado do povo venezuelano. Esperamos que encontrem o caminho da paz”, disse o presidente na rede social. Durante os protestos de ontem na área metropolitana de Caracas e em 14 estados do país, três pessoas morreram, 62 ficaram feridas e 312 foram detidas. A relação entre os dois países mudou após o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Ela apoiava o governo de Maduro que, por sua vez, criticou o processo que resultou no afastamento da petista. Assim que assumiu a presidência, Temer estreitou relações do Brasil com a Argentina, de Mauricio Macri, e se distanciou da Venezuela.

Agência Brasil

Comentários