21 de abril de 2017, 07:41

BRASILLula perde para Delcídio

Foto: Divulgação

O ex-presidente Lula e Delcídio Amaral (ex-PT/MS)

Lula perdeu o embate para Delcídio Amaral (ex-PT/MS). Em decisão de 15 páginas, o juiz Maurício Tini Garcia, da 2.ª Vara Cível de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), julgou improcedente ação do ex-presidente contra o ex-senador que, em delação premiada na Operação Lava Jato, o acusou de obstrução de Justiça por supostamente tramar pelo silêncio do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, em 2015 – na ocasião, Cerveró estava em vias de fazer delação premiada. Lula queria indenização de R$ 1,5 milhão por dano moral. O magistrado condenou Lula a arcar com ‘as custas e despesas processuais, além de honorários advocatícios de 15% sobre o valor atualizado da causa’, ou R$ 225 mil. O ex-presidente pode recorrer. Na ação, Lula alegou que tem 40 anos de vida pública e já exerceu o cargo de Presidente da República. “Foi afetado em sua dignidade e integridade moral em virtude das falsas imputações deduzidas pelo réu (Delcídio).” O ex-presidente argumentou que na delação premiada, Delcídio atribuiu a Lula plano para ‘segurar’ a delação premiada de Cerveró. “Tal solicitação do autor (Lula) jamais ocorreu, tanto que Nestor Cerveró e outras testemunhas ouvidas em 8 de novembro de 2016, na audiência realizada na 10.ª Vara Federal de Brasília confirmaram jamais ter recebido qualquer assédio direto ou indireto do autor (Lula).” Leia mais no Estadão.

Estadão

Comentários