24 de abril de 2017, 07:21

EXCLUSIVALula não pode deixar isso barato, por Raul Monteiro

Foto: Divulgação

O ex-presidente Lula precisa urgentemente procurar o juiz Sérgio Moro e assinar um acordo de delação premiada para, o quanto antes, dar o troco nestes executivos cretinos que insistem em associar seu nome, sua biografia e sua família à toda sorte de malfeitos. Definitivamente, isso não pode ficar assim. Onde já se viu o primeiro e único grande líder popular de toda a história desse país ter sua imagem destruída sumariamente pelo noticiário fornido por um bando de empresários que só pensa em se livrar das duras penas da Lava Jato inventando toda a sorte de maledicências?

Será que na cabeça pequena desses caras não viceja pensamento mais elevado, senão reduzir as penas a que podem ser condenados, mesmo que para isso tenham que entregar o companheiro, o amigo, o Brahma, Buda, Deus, Jesus Cristo, enfim, uma entidade sem a qual o Brasil não teria ficado tão grande, tão potente, tão brilhante e tão respeitado mundialmente? Tenham santa paciência! Definitivamente, não se pode destruir um mito assim sem que se pague um preço altíssimo. Fizessem psicanálise e os delatores ingratos saberiam do risco a que submetem a Nação.

Mas, como faz crer a defesa de Lula, empresário que é empresário não pensa em absolutamente nada. Afora em ganhar, ganhar, ganhar, quando possível, corromper, e, claro, na primeira oportunidade, desfrutar. Foi para enfrentá-los, a seu espírito animal e seu apetite desumano, que destrói tudo o que encontra pela frente, sem considerar a amizade e a sabedoria verdadeiras, que surgiram o PT e o maior sindicalista da história desse país que um dia teria a honra indescritível de ser presidido por ele, um operário, alguém identificado com sua classe, que só pensava em fazê-la feliz.

Não, não, não! Lula precisa tomar uma providência imediatamente. Ele precisa mostrar que, além de imorais, os executivos que se aproveitaram de sua amizade e sabedoria sinceras para elevar exponencialmente o faturamento de suas empresas às custas de obras com o Estado nas gestões petistas não passam de uns loroteiros sem princípios que, por medo de Moro ou mesmo para ficar bem na fita com a audiência dos telejornais, resolveram deliberadamente conspurcar sua trajetória por meio de uma conspiração vergonhosa com a CIA, com o auxílio da qual construíram uma verdadeira fábula para destruir seus planos de governar de novo este país.

De uma vez por todas, o ex-presidente precisa mostrar que os que contra ele confabulam – e agora eles parecem muitos – não toleram ver pobre andando de avião nem querem presenciar o Brasil em patamar muito superior àquele em que um dia ele o colocou praticamente sozinho. Lula precisa logo deixar claro que está sendo vítima da maior sacanagem de que se tem notícia na história, não mais do país, mas de toda a humanidade. É natural que, depois de tantas delações, o ex-presidente se questione sobre o valor da Justiça e até desconfie de suas intenções para com ele. Mas, como uma autêntica jararaca, Lula ainda pode dar o bote nestes caluniadores.

* Artigo publicado originalmente no jornal Tribuna da Bahia

Raul Monteiro*

Comentários