2 de janeiro de 2017, 14:07

EXCLUSIVAPDT atrai Alex Lima e Carlos Muniz com cargos no Estado

Foto: Política Livre

Vereador Carlos Muniz pode assumir o IAT, indicado pelo PDT

O presidente estadual do PDT, Félix Mendonça Jr., prepara uma ofensiva para filiar pelo menos dois quadros do PTN ao seu partido. São o vereador Carlos Muniz e o deputado estadual Alex Lima. O Política Livre apurou que os dois estão apalavrados com Félix para fazer a filiação e aguardam apenas a mudança de nome da legenda para “Podemos” a fim de terem um argumento que lhes assegure a ida para o PDT sem obstáculos, principalmente judiciais.

Hoje, na Câmara Municipal, Carlos Muniz dizia a quem quisesse ouvir que seu compromisso com o partido se encerrava ali, com o voto que deu para a presidência da Casa no vereador Léo Prates (DEM), que foi apoiado pelo PTN. Ele desfia o rosário de queixas tradicional de que não tem voz ativa no partido comandado na Bahia pelo deputado federal Bacelar. Para atrair os dois políticos, o PDT ofereceu dois cargos na estrutura do governo estadual hoje ocupados pelo partido.

Alex Lima, por exemplo, pode ser indicado para a secretaria estadual de Ciência e Tecnologia, o que abriria espaço para que o irmão do vereador, Anderson Muniz, hoje suplente, tomar posse como deputado na Assembleia. Já Carlos Muniz, pode assumir o IAT (Instituto Anísio Teixeira), afastando-se da Câmara, onde assumiria o mandato de vereador o apresentador de TV Uziel Bueno, que também está no PTN, mas também se filiaria ao PDT.

Félix Mendonça Jr. pretende atrair os novos quadros para o PDT aproveitando a reforma administrativa que o governador Rui Costa (PT) planeja para este mês de janeiro como forma de se preparar para a sucessão estadual de 2018. Inicialmente, ele pensou em indicar a irmã, a ex-vereador Andréa Mendonça, para a secretaria, mas mudou de estratégia ao perceber que poderia utilizá-lo para negociar o fortalecimento do partido na Câmara e na Assembleia.

Comentários