11 de janeiro de 2017, 17:30

BRASILEx-ministros da Justiça pedem renúncia de Alexandre de Moraes

Foto: Divulgação

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes

O Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da USP, está divulgando uma carta aberta ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, na qual pede que ele tenha “a grandeza de renunciar ao cargo”. O documento é assinado pelos ex-ministros da Justiça José Eduardo Cardozo, Tarso Genro e Eugênio Aragão e também por deputados e senadores — a maioria do PT –, professores de Direito, juízes, defensores públicos e entidades de classe. A carta dirigida a Moraes trata dos massacres nos presídios do Amazonas e de Roraima, critica o Plano Nacional de Segurança Pública lançado pelo governo federal e afirma que o titular da Justiça adotou posição “omissa e inábil” diante das tragédias, dando declarações “populistas e irresponsáveis”. Moraes é professor de Direito Constitucional da USP. “(…) Repudiamos as declarações do governo Temer com relação aos massacres e, em especial, manifestamos nosso profundo repúdio à postura de Vossa Excelência — atual ministro da Justiça e professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Alexandre de Moraes – com recorrentes declarações populistas e irresponsáveis relacionadas às pautas de política criminal, que expõem nesse momento de agudização da crise do sistema carcerário sua total incompetência para o cargo que ocupa”, diz um trecho da carta aberta, obtida pelo Estado.

Estadão

Comentários