22 de agosto de 2016, 17:00

SALVADORPlano Gonçalves volta a funcionar após modernização

Foto: Tiago Barros/Agecom

Entre as intervenções realizadas estão substituição dos quadros de máquinas

O Plano Inclinado Gonçalves que, junto com o Elevador Lacerda, realiza em poucos minutos o translado de passageiros entre o bairro do Comércio, na Cidade Baixa, e a Praça da Sé, na parte alta, foi reaberto nesta segunda-feira (22). O ascensor, que foi submetido a uma manutenção que durou cerca de 90 dias, teve seu maquinário totalmente modernizado, garantindo maior eficiência agregada à economia de energia. A reforma teve investimento de R$ 1,4 milhão da Prefeitura. O equipamento foi reaberto em fevereiro de 2014, após a recuperação dos dois bondes, serviço de contenção do talude da encosta e reforma do 18º Batalhão da Polícia Militar, instalado no local. Além disso, houve remodelamento de peças como motores e caixas de comando. No entanto, os equipamentos que foram mantidos, quando demandavam reforma, tinham de ser enviados ao Rio de Janeiro para a fabricação de uma peça substituta, e isso demandava tempo, complicando a manutenção do Plano Inclinado Na reforma realizada agora, para garantir maior conforto e segurança aos usuários, o ascensor foi modernizado, passando a contar com dois novos motores, e não mais os antigos, e a parte elétrica foi renovada. A reforma do equipamento contemplou ainda a substituição dos quadros de máquinas, de comando e dois novos painéis de operação de controle. Toda a fiação elétrica foi substituída por cabos de potência. Os geradores foram trocados, além da modernização dos bondes. O sistema de linhas aéreas foi substituído por cabos de manobras e a subestação foi totalmente requalificada. A segurança dos usuários foi outro ponto reforçado com a instalação de um sistema abaixo dos bondes e freios nos chassis, além da instalação de delimitador de velocidade, que ativará o freio em caso de excesso. O sistema anti-capotagem vai alinhar as cabines em movimento. Houve ainda a implantação de equipamentos de acessibilidade, como revestimentos, comunicação visual adaptada e piso tátil. Outras novidades são os novos sistemas de luz de emergência e de intercomunicação entre bondes e casa de máquinas.

Comentários