20 de fevereiro de 2012, 15:10

SALVADORMudança do Garcia tem até ‘pedido de calcinha’ em homenagem a Wando

Foto: Danutta Rodrigues

Marcada pela irreverência dos protestos, com personagens fantasiados e muita gente que ainda nem foi para casa depois de uma noite de folia, a Mudança do Garcia atrai centenas de pessoas na manhã e início de tarde desta segunda-feira, em Salvador. O contador Chico Pontes investiu a criatividade em uma homenagem ao cantor Wando, que morreu este mês. Com a ajuda de um guarda-chuva, ele pendurou calcinhas, esperando receber “doações” de mais peças durante o desfile. A “Mudança do Garcia” acontece tradicionalmente no penúltimo dia de folia e se configura como um circuito à parte durante o carnaval. Os foliões matinais são moradores do bairro do Garcia e de outros bairros, que seguem juntos caminhando até o Campo Grande, onde ocorre o trajeto oficial dos trios elétricos. Eles começaram a animada por volta do meio-dia. A festa é gratuita, sem cordas, e a única exigência é ter fôlego e bom humor para entrar nas brincadeiras. Isso sem perder o espírito social dos protestos, que são a grande marca da Mudança do Garcia. Todo mundo aproveita para mostrar que a alegria do carnaval não afasta a memória de quem sofre durante o ano com problemas apontados para a prefeitura e governo. (G1)

Comentários