15 de fevereiro de 2011, 17:57

Wagner insinua que prova da Uesc com propaganda de seu governo foi iniciativa de “puxa-saco”

Na entrevista coletiva que concedeu a jornalistas hoje pela manhã, após ler a mensagem que reabriu oficialmente os trabalhos da Assembleia Legislativa, o governador Jaques Wagner (PT) disse que não tinha conhecimento do seu teor, mas que merecia uma reprimenda pública sua o fato de uma questão da prova do vestibular da Uesc conter propaganda do governo estadual. A iniciativa, denunciada por um vestibulando, levou o Ministério Público baiano a fazer uma advertência à Consultec, responsável pelas provas, apesar de a vice-diretora da Universidade, Adélia Pinheiro, curiosamente, ter dito que não viu nenhuma irregularidade no fato. “Não conheço nem sei de onde partiu (a questão colocada na prova), mas é fato que merece uma reprimenda pública minha”, disse Wagner, observando que sua reeleição mostrou que não precisa desse tipo de expediente. Wagner chegou a comparar o episódio com o fato de o novo helicóptero do governo ter sido pintado com suas iniciais, fato na época explorado pela oposição e que também alegou desconhecer e reprovar. O problema de Wagner deve ser fazer com que o cordão de puxa-sacos do governador, que cada vez aumenta mais, chegue à mesma conclusão.

Sobre o mesmo assunto, leia também:

Consultec fez propaganda do governo do Estado em prova de vestibular da UESC

Comentários