8 de maio de 2009, 14:42

OAB critica declaração do presidente do STF

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) criticou hoje, através de nota, a declaração do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, de que os juízes precisam enfrentar a opinião pública e “não devem consultar o sujeito da esquina”. Para o presidente da entidade, Cezar Britto, os magistrados, “não podem viver encastelados em torres de marfim e distantes da realidade das ruas”. Segundo a nota, o advogado “atua como um porta-voz das ruas nos tribunais, pois ele é o primeiro a sentir os efeitos da morosidade judicial, da burocracia e da arrogância de alguns juízes”. Britto disse que se não fosse necessário enfrentar a opinião pública, “a OAB não teria ido às ruas, ao lado da sociedade civil organizada, pedir o impeachment de um presidente da República corrupto” e nem “teria gritado pelas liberdades democráticas e pelas Diretas Já”. Informações do site O Globo.

Comentários