28 de março de 2008, 09:40

A “mãe do PAC” e Erenice, sua “aloprada” particular

A secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Alves Guerra, braço-direito da ministra Dilma Rousseff, deu a ordem para a elaboração de um dossiê com todos os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de sua mulher, Ruth, e de ministros da gestão tucana, revela reportagem de Leonardo Souza, Andreza Matais e Marta Salomon, publicada hoje pela Folha de S. Paulo. O banco de dados montado a pedido de Erenice é paralelo ao Suprim, sistema oficial de controle de despesas com suprimentos de fundos do governo. A interlocutores Erenice se responsabiliza pela decisão de organizar a documentação, diz o jornal.

Comentários